Buscar

Tendências do mercado imobiliário para 2020

Atualizado: Fev 13


Quando você imagina o futuro do mercado imobiliário com um olhar holístico são muitas as possibilidades que se apresentam. Alguns aspectos mostram o permanente fluxo das novas tecnologias e seu impacto na vida cotidiana e no comportamento das pessoas. Por outro lado, a transformação digital acrescenta novas e revolucionárias oportunidades de contato, vendas e experiências de relacionamento para incorporadoras e imobiliárias. Nesse contexto multifacetado algumas tendências despontam para nortear decisões dos gestores.


“Não é sobre se tornar uma imobiliária digital ou implantar várias ferramentas tecnológicas. A questão é como usar a tecnologia para melhorar a vida das pessoas, colocando-as em primeiro lugar em todas as ações.” Mariana Ferronato, Diretora de Marketing do Grupo ZAP, na sua palestra no Conecta Imobi 2019.

Para as imobiliárias e profissionais de vendas das incorporadoras a tecnologia avança cada vez mais, trazendo novas e surpreendentes oportunidades de contato, vendas e relacionamento com clientes. O maior desafio é preparar e treinar as equipes comerciais para incorporar as facilidades digitais, adotando novas práticas de captação e vendas. Esse novo modelo se baseia na integração de vendas e marketing e exige que os profissionais dessas áreas se esforcem para romper as barreiras que tradicionalmente separam departamentos, aprendendo que ao atuar em conjunto todos ganham.


O investimento em novas tecnologias também requer decisões importantes dos líderes e gestores do negócio. O setor já investe pesado em marketing digital, plataformas de relacionamento, CRM e novos recursos para captar e qualificar leads, atender e realizar vendas online. Ninguém mais duvida que o caminho é esse e quem ficar para trás desse movimento também tende a ficar em posições menos interessantes no mercado.


Estamos vivendo um movimento muito acelerado em todos os sentidos. Ao mesmo tempo que as incorporadoras se movimentam para aproveitar a novo ciclo de crescimento do mercado imobiliário, a transformação digital requer novas práticas de marketing e vendas para corresponder às expectativas dos clientes na sua jornada digital de pesquisa e compra de imóveis.


No interior, onde tudo é facilitado pela proximidade e pelos relacionamentos pessoais, esse impacto ainda não foi sentido com tanta força. Mas nos grandes centros as maiores incorporadoras e imobiliárias já estão rastreando por GPS os clientes em potencial que circulam na região dos lançamentos, para enviar SMS e mensagens de WhatsApp. StartUps de compra, venda e locação ganham destaque e valor no mercado e para todos os players a tecnologia avança com propostas inovadoras que facilitam a busca dos imóveis e o relacionamento na jornada do cliente.


Como todos nós já estamos experimentando na vida cotidiana o mobile é o centro dessa transformação, onde a vida acontece de forma ainda mais rápida e prática. Observe sua tela e você verá essa realidade nos ícones de aplicativos com opções de tudo e mais um pouco. Da pizza ao transporte, do banco à sua próxima viagem, incluindo a escolha do hotel e do restaurante melhor avaliados. Sem falar do fluxo contínuo de mensagens e do tempo gasto nas redes sociais. O mobile também é o lugar das conversas entre pessoas e entre clientes e marcas. Por que o mercado imobiliário estaria fora de todo esse avanço tecnológico influenciando mudanças comportamentais?


Já sabemos que não está e em 2020 seremos ainda mais impactados pela crescente tendência do desenvolvimento e uso das inovações. Também vamos nos deparar com muitas ofertas de novas tecnologias voltadas para o mercado imobiliário, cuja crescente adoção deve revolucionar os tradicionais modelos de compra e venda. Um processo que não será lento e por isso mesmo nada fácil, considerando que toda adoção de novas tecnologias envolve treinar e conscientizar as pessoas envolvidas.


Impactos e oportunidades gerados pelas novas tecnologias


O crescimento das vendas online e o avanço permanente da tecnologia traz novas e poderosas oportunidades para o mercado imobiliário. O que já existe em termos de inovação e recursos digitais é só uma amostra de tudo o mais que ainda pode surpreender nessa década:


Uso e integração de plataformas digitais


Os meios digitais serão ainda mais utilizados para prospectar clientes, gerar engajamento, conquistar leads e fechar vendas. Ter uma plataforma que integre tudo facilita não apenas a prospecção como oferece uma experiência ao cliente muito superior em todos os pontos de contato. Isso inclui os chatbots de atendimento 24x7, seleção de leads qualificados e respostas imediatas às interações. Com a vantagem de medir e monitorar as ações, investindo naquelas que apresentam os melhores resultados. Os recursos de tecnologia se tornam ainda mais relevantes quando você leva em conta os dados da pesquisa do Think With Google:


  • Mais pessoas - especialmente os Millennials - estão recorrendo ao mobile durante o processo de compra, desde as pesquisas até as opções de financiamento.


  • Entre as características da busca por um imóvel na web está o longo tempo entre a pesquisa e a efetivação da compra. Metade das pessoas inicia a busca formal por imóveis com 6 a 12 meses de antecedência, considerando que 75% dessas mesmas pessoas iniciam a busca um ano antes.


O impacto da tecnologia 5G


A expectativa de leilão do 5G para 2021 no Brasil deve trazer ainda mais novidades para o setor e acelerar as vendas no mercado imobiliário. Considerando que as buscas por imóveis ocorrem prioritariamente por meios digitais e que o uso do mobile é predominante fica evidente que a conexão mais rápida vai agilizar todo o processo. Assim que ela estiver acessível quem estiver preparado vai aproveitar a agilidade da tecnologia para ampliar as novas oportunidades de negócio.


Crescimento da busca por voz


A adoção crescente das assistentes virtuais com uso de voz para comandos simples, aponta para o uso cada vez mais intensivo do comando por voz. Ou seja, o padrão de buscas em texto escrito será gradativamente substituído para a linguagem natural da fala, impactando os resultados de SEO (Search Engine Optimization) e portanto a busca de imóveis. Em 2020, a ComScore estima que 50% das buscas online serão feitas por meio da pesquisa por voz. Essa tendência deve se fortalecer ainda mais segundo as previsões do Gartner:


  • Até 2020, 30% das sessões de navegação acontecerão screenless, ou seja, sem a existência de uma tela.

  • Até 2021 as marcas que detêm comércio digital devem aumentar suas receitas em 30%, ao redesenharem seus sites para suportar pesquisas visuais e por voz.


Uso de inovações tecnológicas para apresentar os empreendimentos


Drones, Realidade Virtual e Realidade Aumentada entram em cena para oferecer um novo olhar aos clientes, apresentando aspectos dos empreendimentos que até então eram limitados.


  • Os Drones permitem mostrar a vista de cada andar e de cada ângulo, acompanhar detalhes e andamento das obras.

  • A Realidade Virtual facilita a demonstração e visualização de imóveis sem visitas físicas

  • A Realidade Aumentada pode agilizar as transações, com recursos que reduzem a burocracia e aumentam a velocidade das negociações.

  • A assinatura digital e o Blockchain apresentam crescente adesão e certamente devem contribuir para agilizar as transações.


Se tudo isso parece roteiro de um filme futurista, pode acender as luzes e olhar ao redor. A realidade se apresenta com muitas possibilidades de aproveitar esse momento altamente positivo de crescimento e mudanças. Só vai aproveitar quem entender o novo contexto e correr para se conectar com os avanços da transformação digital.


Luiz Augusto Franzolin

CEO Franzolin Engenharia