Buscar

Usabilidade define espaços nos empreendimentos imobiliários

Atualizado: 23 de Out de 2019


UX Design, User Experience, Human Centered Design, Customer Experience, Economia da Experiência... novos termos que dominam o mundo dos negócios e por fim a vida das pessoas. As nossas vidas. Porque, afinal, tudo é experiência. Palavras que parecem mais associadas ao crescente uso dos aplicativos, mundo digital e novas relações entre marcas e consumidores e bem distantes do mundo da construção civil. Só parecem, porque minha visão como engenheiro e empresário de incorporações sempre esteve associada à usabilidade dos espaços.


Quando Don Norman cunhou o termo UX ele era Vice-Presidente do Advanced Technology Group da Apple. Mas renomeou o seu cargo para “User Experience Architect Group, que em bom português significa Grupo de Arquitetos de User Experience. Don Norman é Design Thinker, Cientista Cognitivo, deixou um extenso legado de pesquisas sobre UX e é autor de livros como o icônico The Design of Everyday Things. Uma de suas famosas frases explica o UX:

“Muitas empresas acreditam que tudo o que precisam fazer é fornecer uma tecnologia 'pura' ou algum produto 'legal' ou, às vezes, apenas uma engenharia sólida e boa. Não. Tudo isso é desejável (e a engenharia sólida é uma obrigação), mas há muito mais para um produto de sucesso do que isso: entender como o produto deve ser usado, design, engenharia, posicionamento, marketing, marca - tudo importa. Exige projetar a experiência total do usuário.”


Embora não tenha estudado Design, eu sigo autores como Don Norman, que é inspiração constante quando se fala em User Experience, seja de aplicativos, produtos ou espaços. Você pode até pensar que seria óbvio aplicar a usabilidade em projetos de engenharia, porque afinal estamos criando espaços que serão usados continuamente pelas pessoas. Eu também acredito que este deveria ser o princípio de todos os projetos e, mesmo sem ter estudado UX, esse termo já faz parte da minha vida profissional desde sempre.


Agora que me aprofundei no tema, observando o quanto o User Experience é essencial para o sucesso dos produtos digitais e aplicativos eu acredito ainda mais que a usabilidade é tão importante para os empreendimentos quanto a obra em si.


Na verdade a experiência de uso é o que fica de qualidade real para a vida dos moradores, quando a planta se materializa em um lugar onde as pessoas circulam, dormem, comem, descansam, convivem e os espaços definem o quanto cada atividade será mais ou menos prazerosa.


Espaço Coworking do Residencial Elara
“Não basta criar produtos que funcionem, que sejam compreensíveis e utilizáveis, também precisamos criar produtos que tragam alegria e emoção, prazer e diversão e, sim, beleza para a vida das pessoas.” Don Norman


Essa frase se tornou um norte da minha vida profissional. Eu tenho um propósito de construir lugares onde as pessoas encontrem mais que metros quadrados para viver. Quero que elas encontrem beleza, alegria, prazer e diversão. Que possam ter uma vida mais integrada, assim como os espaços que permitem ampliar as conexões humanas.


Quer saber mais sobre o olhar Franzolin? Continue lendo do artigos do nosso blog.


Acompanhe também nossas redes sociais: Facebook | Instagram | LinkedIn | Youtube


Luiz Augusto Braga Franzolin, CEO da Franzolin Engenharia